Ó Deus, que entre todos os anjos Escolhestes Miguel para comandar vosso exército, Chamando-o de semelhante a Deus. Trazei a mim a força e a proteção de Miguel, Para derrotar meus opositores, Para me dar a vitória, Para guardar meus passos. Arcanjo guerreiro, luta comigo! Arcanjo guerreiro, trabalha comigo! Arcanjo guerreiro, afasta de mim o mal!

terça-feira, 26 de maio de 2015

SALMO 105 PARA O DIA 26 DE MAIO.


Este salmo ajuda: · favorece a habilidade de ensinar e exerce influência benéfica sobre a agricultura e a criação de animais, concedendo fecundidade; · traz boa sorte à família e conserva a paz; · elimina a força dos maldosos; · auxilia a cura, principalmente a do órgão reprodutor feminino.

 INGRATIDÃO DO POVO DE ISRAEL
 1. Aleluia. Vamos dar graças ao Senhor, pois Ele é bom e Sua misericórdia é eterna. 2. Quem poderá contar Seus feitos e Suas poderosas obras, publicar em alto e bom tom todos Seus louvores? 3. Feliz é o homem que observa e respeita a lei, praticando a justiça todo o tempo! 4. Lembre-se de mim, Senhor, do bem que sinto por Seu povo. Preciso de Seu auxílio! Venha visitar-me, 5. para que eu me alegre ao ver a felicidade de Seus escolhidos. E para que a satisfação de Seu povo, e a herança desta nação sejam minha glória. 6. Pecamos como nossos pais, cometendo crimes e atos contrários às leis. 7. Nossos pais, no Egito, não consideram Suas maravilhas, nem se lembram da abundância de Seus atos, rebelando-se contra o Senhor Altíssimo, no Mar Vermelho. 8. Entretanto, o Senhor os salvou, a fim de mostrar Seu poder. 9. O Mar Vermelho secou, e o povo foi conduzido entre as ondas, como se estivesse num deserto. 10. O Senhor tirou o povo da mão de pessoas que não os tinham como irmãos, e os libertou do poder dos adversários. 11. E as águas engoliram seus contrários, sem que um só escapasse. 12. O povo acreditou, então, nas palavras do Altíssimo, e foram cantados Seus louvores. 13. Mas, logo eles esqueceram Suas obras, e não confiaram em Seus conselhos, perdendo a fé. 14. Eles cederam no deserto, deram ouvidos a seus instintos, e tentaram a Deus na escuridão. 15. O Senhor lhes concedeu seus pedidos, mas mandou um fogo abrasador. 16. Tiveram pensamentos contra Moisés, nos acampamentos, e também contra Aarão, consagrado do Senhor. 17. A terra, então, se abriu, e tragou Datan e o grupo de Abiron. 18. Um fogo surgiu e os adversários foram consumidos pelas chamas. 19. Em Horeb, construíram um bezerro, um ídolo feito de ouro puro, que eles adoraram. 20. O povo trocou Sua glória pela adoração da estátua de um novilho, que come feno... 21. Deus foi esquecido, e também a libertação do Egito, 22. como tantos outros prodígios no país de Cam, junto ao Mar Vermelho. 23. E o Senhor considerou a idéia de acabar com tudo. Mas Moisés, Seu eleito, intercedeu por eles junto ao Senhor, aplacando Sua indignação. 24. O povo desprezou uma terra de delícias, e não confiaram na palavra do Altíssimo. 25. Eles, resmungando em suas tendas, não obedeciam mais ao Senhor. 26. Deus, então, ao ver tais fatos, jurou que deixaria o povo estendido no deserto, 27. e dispersou seus descendentes entre outros povos e outras terras. 28. E eles prestaram culto a Belfegor. Comeram as oferendas dele. 29. Provocaram o Senhor com estes atos e, sobre eles, foi promulgado um flagelo. 30. Então, surgiu Fenéias, fazendo justiça, e o flagelo foi cessado... 31. Zelo que lhes foi dado como merecimento, por todas as gerações, para sempre. 32. Depois, o povo irritou o Senhor nas águas de Mereba. Isso fez Moisés sofrer, 33. porque, com o ânimo exacerbado, eles disseram palavras temerárias. 34. Mas o povo não foi exterminado, como havia mandado o Senhor. 35. E a nação se mesclou a estrangeiros e aprendeu seus costumes, 36. prestando culto a seus ídolos, que no passado foram motivos de escândalo. 37. Eles sacrificaram o futuro de seus filhos e filhas. 38. Verteram sangue inocente: o sangue de seus filhos e filhas foram entregues aos ídolos de Canaã, e a terra foi profanada. 39. Com suas obras, contaminaram-se, e por seus atos, prostituíram-se. 40. O Senhor se inflamou contra Seu povo e desconsiderou seus descendentes, sua herança. 41. Entregou-o às mãos de nações estrangeiras, para ser dominado por adversários e contrários ao seu modo de vida. 42. Os adversários oprimiram Seus eleitos, que foram humilhados sob Suas mãos. 43. Muitas vezes o Senhor os libertou, mas Deus inflamou-se novamente por seus atos e crimes, ficando, assim, à mercê de seus adversários. 44. Mesmo assim, o Senhor foi compassivo, quando estavam em condições miseráveis, ouvindo suas preces. 45. E em favor de Seu povo, lembrou-se da aliança, e por Sua grande misericórdia, apiedou-se. 46. E concedeu a seus descendentes misericórdia e graça, mesmo aos que estavam em cativeiro. 47. Salve-nos destas nações, para louvar Seu nome santo, e com nosso louvor glorificar ao Senhor, nosso Deus. 48. Deus de Israel, bendito seja eternamente. E diga o povo por séculos e séculos, em uma só voz: Amém!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Que ao entrar os anjos estejam ao seu redor, ao sair que os anjos lhe acompanhe! Obrigada pela visita!! Paz e Luz!!! Volte Sempre!!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Que ao entrar neste Recanto você sinta a presença do Arcanjo Miguel. Abraços Fraternos Ana Dias